Brazilian Journal of Otorhinolaryngology Brazilian Journal of Otorhinolaryngology
Braz J Otorhinolaryngol 2018;84:20-7 DOI: 10.1016/j.bjorlp.2017.05.032
Artigo original
Bayesian analysis of high‐resolution ultrasonography and guided fine needle aspiration cytology in diagnosis of palpable thyroid nodules
Análise bayesiana de ultrassonografia de alta resolução e citologia de aspiração por agulha fina guiada no diagnóstico de nódulos palpáveis da tireoide
Niranjan Sahua, Rabindra Nath Padhyb,,
a Siksha ‘O’ Anusandhan University, Institute of Medical Sciences and Sum Hospital, Department of Radiodiagnosis, Odisha, Índia
b Siksha ‘O’ Anusandhan University, Institute of Medical Sciences and Sum Hospital, Central Research Laboratory, Odisha, Índia
Recebido 22 Maio 2016, Aceitaram 21 Outubro 2016
Resumo
Introdução

Avaliar a precisão diagnóstica da ultrassonografia de alta resolução na diferenciação de nódulos tireoidianos benignos e malignos em comparação com os resultados da citologia de aspiração por agulha fina baseada na regra de Bayes.

Objetivo

Avaliar a validade dos resultados da USG de nódulos da tireoide em comparação com os resultados obtidos por citologia de aspiração por agulha fina.

Método

Este estudo foi feito em 80 pacientes selecionados aleatoriamente, que apresentavam nódulos palpáveis da tireoide, submetidos à avaliação ultrassonográfica em tempo real de nódulos da tireoide para estabelecer características, consistência interna, margens, ecotextura, calcificação, halo lucente periférico e vascularização. Foram feitos estudos por citologia de aspiração por agulha fina guiados pela USG dos nódulos de tireoide.

Resultados

Nódulos palpáveis da tireoide foram altamente prevalentes na quarta e quinta décadas de vida com uma razão sexo feminino‐masculino de 4:1. A consistência interna sólida foi demonstrada em 75% de nódulos malignos. Hipoecogenicidade e microcalcificações intranodulares foram observadas em 92% de nódulos malignos; 83% dos nódulos malignos apresentaram vascularidade intranodular e ausência de halo periférico. A prevalência pré‐teste de nódulos malignos na população alvo foi de 17,5%. Como erro tipo I, houve 2,5% de casos falso‐positivos e como erro tipo II, foram detectados 5,0% de casos falso‐negativos. Os valores de sensibilidade e especificidade do exame por USG foram de 71,43 e 96,97%, respectivamente.

Conclusão

Nódulos malignos da tireoide mostraram características de textura hipoecoica, microcalcificações intranodulares, consistência sólida, vascularidade interna e ausência de halo periférico na USG. O exame por USG tem 92,5% de precisão diagnóstica para diferenciar lesões malignas de benignas em comparação com o padrão ouro da citologia de aspiração por agulha fina.

Abstract
Introduction

To evaluate diagnostic accuracy of high‐resolution ultrasonography in differentiation of benign and malignant thyroid nodules in comparison to results of guided fine needle aspiration cytology based on the Bayes rule.

Objective

To assess the validity of ultrasonography results of thyroid nodules in comparison to guided fine needle aspiration cytology findings.

Methods

This study was done on randomly chosen 80 patients presented with palpable thyroid nodules, undergone real‐time sonographic evaluation of thyroid nodules to characterize features, internal consistency, margins, echotexture, calcification, peripheral lucent halo and vascularity. Ultrasonography guided fine needle aspiration cytology studies of thyroid nodules were done.

Results

Palpable thyroid nodules were highly prevalent in fourth and fifth decades of life with female–male ratio, 4:1. Solid internal consistency was demonstrated by 75% malignant nodules. Hypoechogenicity and intra‐nodular micro‐calcifications were observed in 92% malignant nodules; 83% malignant nodules had intra‐nodular vascularity and absence of peripheral halo. The pre‐test prevalence of malignant nodules in the targeted population was 17.5%. As type I error, 2.5% false‐positive cases and as type II error, 5.0% false‐negative cases were detected. Values of sensitivity and specificity of the ultrasonography test were 71.43 and 96.97%, respectively.

Conclusion

Malignant thyroid nodules demonstrated ultrasonography characteristics of hypoechoic texture, intra‐nodular micro‐calcifications, solid consistency, internal vascularity and absence of peripheral halo. The ultrasonography test has 92.5% diagnostic accuracy to differentiate malignant from benign lesions in comparison to the gold standard fine needle aspiration cytology test.

Keywords
Malignant thyroid nodule, Colloid goiter, High‐resolution ultrasonography, Bayes rule, Sensitivity and specificity
Palavras‐chave
Nódulo maligno da tireoide, Bócio coloide, Ultrassonografia de alta resolução, Regra de Bayes, Sensibilidade e especificidade
Braz J Otorhinolaryngol 2018;84:20-7 DOI: 10.1016/j.bjorlp.2017.05.032